Logo Caixa Federal Logo Caixa Federal

Como Fazer Transferência Internacional na Caixa Econômica

A Caixa Econômica Federal é o maior banco público da América Latina. Foi fundada no ano de 1861, e é responsável por oferecer diversos serviços importantíssimos para os brasileiros, como o FGTS, o PIS, a distribuição da Bolsa-Família e o Seguro-Desemprego.

Trata-se de uma empresa 100% pública, que não possui o objetivo de lucrar, e sim de proteger os interesses públicos. Ela atua em diversas áreas sociais, exercendo um papel fundamental no financiamento de obras públicas, no apoio a eventos culturais e no patrocínio de várias atividades esportivas.

Ela também oferece o serviço de transferências internacionais, para facilitar ainda mais a vida dos seus clientes! E, nesse artigo, você vai aprender como fazer transferência internacional na Caixa Econômica.

Transferência internacional: o que é e como funciona?

A transferência internacional é uma operação que te permite enviar ou receber dinheiro do exterior. E é aí que você se pergunta: “É possível fazer isso pela minha conta bancária?” e, na verdade, não é assim tão fácil! Muitos fatores interferem nesse processo.

Por exemplo, existe uma diferença básica bem importante: as moedas são diferentes. O que significa que o câmbio do dia deve ser levado em consideração, e para esse serviço, os bancos costumam cobrar uma margem de lucro maior.

Mas não acaba por aí! Cada país possui uma legislação financeira diferente, com suas próprias regras fiscais, taxas, impostos e leis financeiras. Logo, a transferência também deve seguir as regras de ambos os países envolvidos na operação. Por isso, é importante ficar atento em todos esses detalhes.

Sobre limites e taxas para transferência internacional

Uma transferência internacional com a Caixa possui o custo de 1% do valor da ordem de pagamento em moeda estrangeira. Esse custo mínimo é de US$ 40, e no máximo US$ 200.

Além da taxa de câmbio, há a cobrança das seguintes taxas e impostos:

  • Margem na taxa de câmbio;
  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) obrigatório de 0,38% em transferências para a conta de terceiros, e 1,1% em remessas para contas da mesma titularidade;
  • Despesas SWIFT: R$40,00 para emissão da transferência SWIFT;
  • Despesas externas: são cobradas caso seja necessário banco intermediário, ou quando o banco destinatário no exterior cobra para receber uma remessa;

Quanto aos limites, você pode enviar uma transferência bancária internacional até US$ 10 mil dólares sem a necessidade de fazer contrato de câmbio. Após esse valor, os bancos normalmente pedem para verificar a sua declaração de renda, e o limite estabelecido para suas transferências poderá variar conforme a comprovação de rendimento.

Quanto tempo demora para a conclusão da operação?

No geral, as transferências enviadas com a Caixa levam de 3 a 5 dias úteis para cair na conta do destinatário. O tempo de remessa varia de acordo com a situação, e com o país destinatário.

Quais informações você precisa para fazer uma transferência internacional com a Caixa Econômica?

Você deve fornecer os seguintes dados:

  • Nome completo do destinatário;
  • Nome do banco destinatário e código SWIFT;
  • Número da conta ou IBAN do destinatário;
  • Código SWIFT do banco intermediário (se tiver);

Como fazer uma transferência internacional na Caixa Econômica?

Para utilizar o serviço de remessa internacional, é preciso ser titular de uma conta da Caixa e informar os dados do destinatário internacional, como mencionado acima.

Não é possível realizar esse processo de forma 100% digital. Logo, o cliente deve se dirigir a uma agência física da Caixa, e realizar o preenchimento do “formulário de pedidos de emissão de ordem de pagamento” com todos esses dados.

Também não esqueça de levar as suas documentações. Em alguns casos, é solicitado um documento que comprove a origem dos recursos.

Aplicativo Caixa Federal
Como Fazer Transferência Internacional na Caixa Econômica 4

Qual é a melhor empresa para transferências internacionais?

O serviço de remessas internacionais da Caixa certamente facilita bastante a vida dos clientes, mas pode não ser a opção mais vantajosa. Afinal, nos bancos tradicionais, os custos para essa operação são bem maiores, já que eles costumam cobrar uma taxa cambial maior para margem de lucro própria. Por isso, vale mais a pena optar por empresas especializadas nesse tipo de serviço.

Atualmente, graças ao avanço da tecnologia, ao realizar uma simples pesquisa na internet, já é possível encontrar diversas instituições financeiras que possuem o serviço de transferências internacionais.

Logo, com esse leque de opções, podemos comparar custos, prazos e praticidade. As startups estão ganhando bastante visibilidade quando o assunto é remessas internacionais, já que oferecem condições mais vantajosas que os bancos tradicionais em geral.

E, atualmente, a opção mais econômica e vantajosa é o transferbank, uma correspondente cambial que cresceu bastante no mercado desde a sua fundação. Suas taxas são as melhores do Brasil, deixando o processo muito mais prático e econômico para os clientes.

A empresa certamente facilita a rotina dos trabalhadores que prestam serviços para o exterior, além dos investidores que aplicam o seu dinheiro no exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *